Como se faz um livro?


Qual o seu papel na publicação?

Essa pergunta de abrangência continental poderia ser desmembrada em muitas outras, mas vamos nos concentrar em uma pequena (e relevante) fração dessas abordagens, começando pela questão que diz respeito ao escritor: até que ponto um escritor precisa saber como se faz um livro? Para isso existem os editores e toda a equipe de profissionais relacionada à edição e publicação de obra, certo?

Errado.  Antes de sonhar com o estrelato ou desistir sem ter avaliado suas reais possibilidades, é importante que o autor, cujo desejo é ser lido (e a publicação é um dos caminhos para atingir essa meta), reúna informações suficientes para decidir sobre suas próprias estratégias.

Por que entender o mercado editorial?

O número de escritores que gastou o que não tinha para publicar o seu tão sonhado livro e acabou com caixas e caixas de volumes atulhando sua casa, sem alcançar o verdadeiro objetivo – de que sua obra fosse lida – não é pequeno. A quantidade de artistas magoados com a crueldade do sistema editoral que sequer responde formalmente para comunicar a rejeição de um original não deve ficar atrás. É por isso e por conta de muitos outros exemplos de, digamos, insucesso, que aprender questões básicas sobre os mecanismos do mercado editorial são importantes. Fluxos de encaminhamento e avaliação, custos envolvidos, os caminhos para a distribuição, o papel de um plano de divulgação são apenas alguns dos muitos aspectos que precisam ser considerados depois que uma obra literária (ou qualquer outro tipo de publicação) foi concebida.

Onde buscar informações sobre os caminhos do livro?

A oficina para quem quer publicar um livro!

A oficina para quem quer publicar um livro!

A internet, apesar de contar um centilhão de informações, sendo uma boa parcela delas realmente útil, é sempre um caminho a tentar. Eu mesma procuro partilhar todas as minhas experiências no segmento da autopublicação em meio digital. Mas buscar orientação profissional e estruturada pode ser de grande valia. Em 2013 fiz uma oficina presencial abordando o processo de “gestação” de livros e isso me foi útil – tanto pelo aprendizado como pelos contatos feitos, que frutificaram em parcerias de trabalho. Uma das possibilidades de qualificação para autores independentes que recomendo é a oficina online do Marcelo Spalding sobre o passo a passo da publicação. As aulas terão são online e o tempo sugerido de estudo é de três meses, somando 30 horas / aula.

E, para não restar dúvida, sim, estou fazendo propaganda porque acredito que a experiência do Marcelo pode ajudar muita gente a planejar melhor seus rumos em matéria de publicação.  Por fim, acredito que é importante sonhar, mas manter os pés no chão para buscar bons caminhos é fundamental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *